Como o livro “O Poder do Hábito” mudou o meu dia a dia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
hábito

O livro “O Poder do Hábito” mudou a minha rotina. Escutei ele em um audiobook, enquanto fazia as tarefas domésticas do dia a dia. E depois disso, foi muito mais fácil entender como criar e realmente manter um hábito.

Passei a aprender a acordar cedo, me exercitar e ler mais. Com ele você realmente aprende mais sobre seu cérebro e como eliminar hábitos ruins. Após eu entrar no mestrado, eu relaxei com os meus hábitos saudáveis, mas continuo lendo muito e mantendo os hábitos que tenho interesse no momento, como escrever essa coluna!

Então se você tem ou não tempo e quer se organizar da melhor forma, esse livro é uma das chaves.

Somos levados a refletir sobre coisas que nunca paramos para pensar sobre a existência dos hábitos e o porquê caímos em rotinas, por exemplo.

Este livro busca realmente mostrar isso, revelando como os hábitos determinam as maneiras como consumimos e vivemos, além de conseguir compreendê-los e mudá-los potencialmente.

O autor Charles Duhigg divide o livro em três partes: na primeira tratando dos hábitos e das rotinas das pessoas; na segunda abordando os hábitos das empresas e das grandes organizações; e, por fim, os hábitos sociais. Como forma de atestar seus argumentos, o autor apresenta diversas pesquisas bem interessantes.

Com o objetivo de entender como funcionam os hábitos, o autor buscou estudar os cérebros, encontrando, assim, padrões, vistos após análises: mesmo após sofrer com problemas de saúde, algumas pessoas mantinham hábitos os quais não eram possíveis serem explicados por meio da lógica.

Para entender esse padrão, Duhigg mostrou um estudo realizado no final do século XX pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), no qual descobriram um ciclo neurológico em todos os hábitos, denominado como o Loop do Hábito.

Perceberam que esse ciclo era constituído por três partes, sendo estas: a deixa, a qual representa o estímulo que manda o cérebro entrar em modo automático; a rotina, que é a forma de executarmos a deixa; e uma recompensa, a qual ajuda o cérebro a saber se vale a pena memorizar o hábito.

Então basicamente o que eu faço é: Se quero me exercitar pela manhã – deixa: coloco uma roupa de academia perto da minha cama no dia anterior; rotina: levando com despertador e visto a roupa, pensando como aquele exercício me fará bem a longo prazo; recompensa – ao voltar eu faço algo ou como algo que gosto e que só faço nesse momento. E pronto, criou um hábito!

Uma questão interessante trazida pelo autor é que, com ausência dessa recompensa, gera-se uma ansiedade com relação ao resultado, podendo esse fato ser remetido às pessoas que fumam, bebem ou jogam compulsivamente, por exemplo, pois anseiam por uma sensação boa que está por vir.

Como é possível perceber, em nossas vidas não existem apenas hábitos bons, existem também os hábitos ruins, ou seja, os que, de certa forma, trarão-nos problemas de alguma forma em nossas vidas, podendo ser em nossas saúdes, empregos ou meios sociais.

Dessa forma, é exposto que qualquer hábito, por mais complicado que pareça, pode ser moldado, uma vez que até os alcoólatras mais viciados conseguem ficar sóbrios, por exemplo.

Para modificar um hábito, mostrou-se a necessidade da identificação das deixas e recompensas que impulsionam as rotinas, e de mudar essas rotinas.

Pode não fazer sentido, mas se não fosse pelos hábitos, toda vez que uma pessoa entrasse para dirigir um carro, por exemplo, ela teria que começar tudo novamente, como se fosse a primeira vez.

O hábito é sua capacidade de operar no piloto automático, realizando atividades complexas sem a necessidade de comportamentos conscientes. 

Com esse livro você pode aprender a parar de fumar, comer besteiras ou começar a se exercitar com mais frequência.

Na Amazon ele está em promoção como livro físico, mas também encontramos o audiobook no Youtube. Me conta o que achou quando ler! Espero que faça tão bem pra você quanto fez para mim.

Laryssa Cristiny | TV Contexto

VeJA TAMBÉM

Covid-19

De acordo com Marcelo Queiroga, orientou a suspensão da vacinação após um caso de morte envolvendo uma adolescente em São Paulo

23 de setembro de 2021

Vacinação

O intuito é oportunizar o acesso da população à vacina

23 de setembro de 2021

Educação

O Governo afirma que as escolas estão preparadas adequadamente para o retorno híbrido

23 de setembro de 2021

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com